Uern realiza a live “A vivência e a luta dos gêneros femininos”

por João Moura

A Uern realizou, na manhã desta quarta-feira, através de seu perfil no Instagram, a live “A vivência e a luta dos gêneros femininos”, com a produtora audiovisual e egressa do Curso de Jornalismo Elli Cafrê. A mediação foi feita da radialista Aline Linhares, da Agência de Comunicação da Uern (Agecom).

Durante a transmissão, Elli destacou a importância das discussões relacionadas à temática e recordou desafios enfrentados em sua trajetória no ensino superior e no mercado de trabalho.

“É muito difícil ocupar um espaço em que você nao se vê”, comentou a produtora, em relação ao número ainda reduzido de travestis e pessoas transexuais em instituições de ensino e no mercado de trabalho em geral.

Também presente à live, a professora Cicília Maia, reitora da Uern, corroborou a importância da visibilidade e das discussões sobre o tema. “Vocês duas são referência para a gente. E nosso desejo é que mais mulheres da nossa universidade continuem sendo referência também”, frisou a reitora.

A transmissão completa pode ser assistida nesta página.

Aline Linhares, Elli Cafrê e Cicília Maia – UERN por Elas

Também nesta quarta-feira, às 14h, será realizado o I Encontro de Mulheres da Uern. O evento ocorrerá de forma virtual, com transmissão pelo Youtube, no Canal Uern Oficial.

O encontro terá debates sobre as vivências uernianas, a força da mulher e as experiências e desafios da mulher na Universidade. A programação envolverá docentes, técnicas-administrativas, discentes e servidoras terceirizadas da Instituição.

O Uern Por Elas é composto de uma programação especial desenvolvida ao longo do mês de março. A iniciativa tem como objetivo marcar as comemorações alusiva ao Dia da Mulher, bem como ressaltar a importância do papel da mulher na academia e seu protagonismo dentro e fora da Universidade.

A programação do evento também envolve a elaboração de uma Carta de Intenções do I Encontro de Mulheres da Uern, que visa selar as intenções das mulheres em otimizar os processos de trabalho e de vida em prol de uma Uern forte, libertadora e consciente.

A programação foi pensada para o mês da mulher e tem como foco possibilitar relatos de experiências de mulheres servidoras da Universidade. Também será realizado o lançamento do edital do volume especial da Revista Extendere, cuja temática abordará ações de extensão para as mulheres.

Mais Posts