Pode substituir a refeição por um Shake?

Substituir uma refeição principal (café da manhã, almoço ou jantar) por shake vem sendo uma prática bastante comum entre pessoas que buscam um emagrecimento rápido e prático. Mas será que essa medida realmente funciona? É saudável? Emagrece?

Assim como outras inúmeras estratégias de emagrecimento, o uso de shakes é baseado em dietas restritivas de baixa ingestão calórica. Então, no momento que você substitui uma refeição como o almoço, com 700 Kcal, por um shake de 200 Kcal, sim, você irá perder peso.

Mas é preciso saber diferenciar, perder peso e emagrecer são duas coisas completamente diferentes.

Quando você perde peso, não importa o que está sendo perdido, na balança, o número diminuiu. Porém, quando você emagrece, a perda foi em maior parte de gordura corporal, e isso muitas vezes não é notado na balança. A troca de uma refeição por shake traz um emagrecimento fantasioso com resultados que não existem. Ou seja, a restrição de calorias fará você passar fome, perder peso, modificar seu metabolismo e por fim recuperar todo o peso perdido e mais um pouco quando você voltar a comer normalmente. Afinal, não dá para viver de shake a vida inteira. Lembra do post da semana passada? Isso mesmo, o temido efeito sanfona será ativado, gerando problemas à sua saúde física e psicológica.

Existem um grande número de shakes emagrecedores no mercado, e a composição varia de acordo com a marca. A grande maioria além de não apresentar as calorias suficientes para substituir uma refeição principal, também apresenta uma desarmonia na quantidade de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) e pouca quantidade de vitaminas e minerais. Além de conter corantes, conservantes e adoçantes, que nada acrescentam em benefícios a nossa saúde. Basta ler os rótulos, os ingredientes são apresentados em forma decrescente, os que aparecem primeiro, estão em maior quantidade.

Você conhece quantos desses?

· Frutose: Açúcar de grande poder adoçante presente nas frutas. Em excesso irá se transforma em triglicerídeos no fígado, causando inflamação.

· Emulsificante Lecitina de Soja: Dificulta a absorção de nutrientes e é tóxico.

· Maltodextrina: Açúcar de novo! Eleva a insulina sanguínea impedindo o emagrecimento saudável.

· Estabilizantes e Corantes: São tóxicos e desequilibra os seus hormônios.

Cuidado! Alimento de verdade não tem ingredientes, é ingrediente.

Além dos industrializados já conhecidos, shakes caseiros surgem como opção. Geralmente preparados com produtos in natura como mix de frutas, leite, aveia e alguma oleaginosa. Podem apresentar boa quantidade de vitaminas, minerais, macronutrientes, além de conter fibras e não apresentar corantes e conservantes.

E então, pode substituir refeição por shake?

A resposta é simples, não. Seja ele industrializado ou caseiro. Mastigar faz parte da fisiologia do nosso corpo, e contribui para o processo de saciedade e consequentemente, de emagrecimento. Uma refeição com a presença de todos os grupos alimentares de forma equilibrada irá alcançar um efeito maior e mais duradouro comparado ao consumo de shakes por um pequeno espaço de tempo. O shakes caseiros podem ser boas opções de lanches ou até mesmo café da manhã, para algumas pessoas que não toleram uma grande quantidade de alimentos logo cedo.

Estratégias de emagrecimento rápido foram criadas por pessoas de mau caráter para pessoas preguiçosas. Não seja essa pessoa! Não existe dieta ideal. Não existe estratégia para emagrecer perfeita. Cada organismo responde de forma diferente. A dieta do seu amigo não foi feita para você. Procure orientação de um profissional e descubra a sua. Nutrição é coisa séria. Investir em hábitos saudáveis ainda é a melhor opção.

Marina Castro – Nutricionista – CRN 21432/P

Mais Posts