Os benefícios do milho

Junho já está acabando e junto com ele as festas juninas. Uma das principais características dessa época são as comidas típicas, grande parte a base de milho. Canjica, pamonha, milho assado na brasa, cozido, bolo de milho, entre outros, compõe o cardápio do mês festivo.

O milho é um cereal de produção mundial, mas ainda pouco utilizado na alimentação humana. Segundo a EMBRAPA, no Brasil, apenas 5% dessa é utilizada para fins alimentícios. Uma pena, pois o mesmo é uma importante fonte de nutrientes, e ao contrário do arroz e o trigo, o milho não passa por processo de refinamento, mantendo assim a sua casca que é fonte de fibras, importante para o funcionamento intestinal.

Mas nem só de fibras vive o milho, o mesmo é fonte de carboidratos, proteínas e lipídios, como também Vitamina B1, A, E, C, cálcio, ferro entre outros. Esses, cheios de benefícios para nossa saúde:

– A vitamina B1 é importante para o funcionamento do sistema nervoso, coração e músculos. Regula o gasto energético, estimula o apetite e ajuda no metabolismo dos carboidratos.

– A vitamina A tem função visual e sistêmica. Atua como hormônio que afeta a expressão genética e é essencial para o desenvolvimento e função óssea e também para o sistema imunológico.

– Já a vitamina E tem ação antioxidante capaz de neutralizar radicais livres, podendo auxiliar no controle de doenças crônicas, como também no envelhecimento precoce da pele. A mesma também age no controle de doenças cardiovasculares e no sistema imunológico.

– A vitamina C também possui ação antioxidante e imunológica, auxilia na absorção do ferro e sua deficiência celular pode causar estrese oxidativo contribuindo para o aumento de doença isquêmica cardíaca.

– O cálcio é essencial na infância e adolescência pois permite o ganho de massa e densidade óssea. Já na pós-menopausa mantem a saúde óssea e suprime o PTH, (Hormônio da paratireoide) que atua aumentando a concentração de cálcio no sangue. O cálcio também mantém a saúde dos dentes, e regula a função do musculo cardíaco.

– Já o ferro possui papel no transporte sanguíneo de oxigênio e dióxido de carbono. Está envolvido na imunidade e no desempenho cognitivo, ou seja, aquisição de conhecimento, desenvolvimento intelectual, o que aumenta a importância de prevenir a anemia.

O que não faltam são motivos para consumirmos, não é? Regula o transito intestinal, previne doenças nos olhos, fortalece o sistema imunológico, devido as fibras controla o colesterol, ajuda a emagrecer entre outras coisas já citadas logo acima. Mas devemos ficar atentos, o milho em conserva, aquele que vem na latinha, é rico em sódio e pobre desses nutrientes devido ao processo de conservação. Devemos sempre optar por alimentos em natura e orgânicos. Infelizmente, maior parte da produção no Brasil é transgênica.

Como tudo na vida, apesar dos inúmeros benefícios, devemos consumir com moderação. É clichê, mas é verdade, tudo demais é veneno!!

Marina Castro – Nutricionista – CRN 21432/P

Mais Posts