O poder do intestino

Na mastigação é onde tudo começa, os alimentos são transformados em partículas menores para em seguida irem para o estômago onde serão misturados com um ácido e partículas ainda menores surgiram. Mas é no intestino onde toda mágica irá acontecer, quase todos os macros nutrientes (carboidratos, lipídios e proteínas), vitaminas, minerais, micronutrientes e líquidos serão absorvidos antes de chegar ao cólon. Mas o “poder” do intestino vai muito além da digestão dos alimentos.

O intestino tem cerca de cem trilhões de bactérias, quantidade maior que o número de células do nosso corpo, isso representa 1,5 a 2 kg do nosso peso. E essas bactérias tem um papel crucial na manutenção da nossa saúde ou no aparecimento de alguma doença, 20% das células intestinais não são do intestino e sim do sistema imune, 60% dos anticorpos do nosso corpo são produzidos nesse. Assim, o intestino se torna uma barreira do nosso corpo contra perigosos agentes provenientes do meio ambiente, desde bactérias, como também alimentos mal digeridos.

Mas focando nas bactérias, imagine que dentro do seu intestino existe uma verdadeira guerra de mocinhos e vilões. Os mocinhos são os responsáveis por causarem resultados benéficos ao organismo, já os vilões, são de uma forma ou de outra por prejudicar esse, sejam como substâncias tóxicas ou mesmo na integridade intestinal. Então, de que lado estamos? Dos mocinhos, claro. A primeira arma do nosso corpo contra os vilões é o nosso próprio cérebro, mas ela sozinha não basta. É a alimentação a principal ajuda que nós podemos dar nessa guerra. Uma alimentação adequada irá ajudar a aumentar o número de mocinhos e desestabilizar o lado mal, da mesma forma que uma alimentação ruim e rica em alimentos industrializados irá fortalece-los.

E quando a alimentação sozinha não é suficiente, procuramos outros artifícios. Os pre e probióticos são promotores da saúde intestinal que nos auxiliam nesse processo.

Prebióticos são fibras que não serão digeridas, mas fermentadas e assim servirão de alimento para os mocinhos. E os probióticos são os próprios mocinhos, que irão auxiliar para um ambiente microbiano saudável.

Mas o que acontece quando os vilões estão ganhando? Lembra que falei que o intestino é uma barreira? Então, quando ele não está saudável essa barreira não existe e por ela passa tudo que não deveria, assim, será muito mais fácil pegar uma infecção. O fígado junto com o intestino são os principais responsáveis pela eliminação de toxinas do nosso corpo. Estudos também apontam o intestino como responsável pelo comportamento alimentar, desenvolvimento da resistência à insulina e à obesidade.

Com base em tudo que leu, como anda a saúde do seu intestino?

Cuide da sua alimentação, evite alimentos industrializados, eles são ricos em açúcar, gordura, sódio e pobre em nutrientes e não irão ajudar em nada os seus mocinhos.

Marina Castro – Nutricionista – CRN 21432/P

Mais Posts