Jornalista William Robson Cordeiro lança o seu livro “Hiperinfografia”

por Bruno Barreto

O professor da Uern e doutor em Jornalismo pela UFSC, William Robson Cordeiro, lança o seu livro “Hiperinfografia – A Visualização da Informação Jornalística Mais Sofisticada”, na edição 2020 do Congresso da SBPJOR. A obra destaca as transformações passadas pela visualização sintética no jornalismo, especialmente os infográficos, e propõe nova categoria de formato totalmente inédita. É o resultado de sua tese defendida em outubro de 2019, que passa a compor a nova coleção da Editora Insular, e já pode ser adquirida através do site no link https://bit.ly/2SXuuVl.

William é egresso do curso de Comunicação Social da Uern e agora é professor contratado pela instituição no curso de Jornalismo. “Para mim é uma grande honra poder de volta à Uern e poder defender o nome da nossa instituição em outros lugares através de publicações como esta”, explicou o professor.
O livro tem 414 páginas é faz parte do segundo volume da série Novas Diretrizes, da Insular. “Hiperinfografia – A Visualização da Informação Jornalística Mais Sofisticada” tem prefácio da pesquisadora do PPGJOR, Raquel Ritter Longhi, que também foi a orientadora do William Cordeiro no doutorado, e também integra o Selo Nephi-Jor, publicações do grupo Hipermídia e Linguagem/CNPq.
Neste livro, o hiperinfográfico é apresentado, definido e analisado de forma minuciosa, num trabalho de investigação que se vale de uma metodologia reunindo levantamento teórico, estudo de casos múltiplos e ainda um esquema de análise construído pelo próprio autor, a Matriz de Análise Hiperinfográfica, além de trazer entrevistas com importantes profissionais da área de visualização da informação tanto do Brasil, quanto da Europa e dos Estados Unidos.

“A rigor, a infografia não para de evoluir (e, talvez, nunca vai parar). Ao acompanharmos o seu ciclo de desenvolvimento retratado em estágios evolutivos, percebemos que a constatação quase unânime dos pesquisadores volta-se à dinamicidade do formato, ou seja, as mudanças ocorridas no gênero ao longo dos tempos. Da mesma maneira que o jornalismo enfrenta importantes transformações, sobretudo no contexto da internet, seus gêneros, a exemplo dos infográficos, não ficaram incólumes, mas também acompanharam o ritmo da evolução”, diz o autor da obra.

A orientadora e pesquisador Raquel Longhi ressalta a importância deste estudo para o campo: “Com este livro que o leitor tem em mãos, Cordeiro traz avanços. E o faz especialmente considerando o cenário contemporâneo de evolução e utilização das tecnologias que permitem maior imersão nos conteúdos jornalísticos, aí incluídas a Realidade Virtual e a Realidade Aumentada”.

Mais Posts