Governo libera crédito para 57 empreendedores formais e informais de Mossoró e Serra de Mel

Na visita da governadora Fátima Bezerra na última segunda-feira (23), um ato simbólico marcou a assinatura de contratos e entrega de microcrédito para empreendedores dos segmentos da agricultura familiar, comércio, transporte escolar, turismo e serviços, dos municípios de Mossoró e Serra do Mel, uma ação coordenada pela Agência de Fomento do RN (AGN) e crédito liberado de R$ 321,7 mil, para 57 empreendedores formais e informais. Na ocasião, foi anunciada também a ampliação do teto da linha de empréstimo criada para a agricultura familiar, o CredMais, de R$ 5 mil para R$ 10 mil.

A presidente da AGN, Márcia Maia, destacou a importância do programa Microcrédito do Empreendedor Potiguar, que oferece empréstimos para empreendedores formais e informais. “As nossas linhas especiais de crédito são de fácil acesso, com juros zero caso as parcelas sejam pagas em dia. Todas foram construídas através do diálogo com a classe produtiva e com as pastas de governo, como a Sedraf, a Sethas, a Fundação José Augusto e a Subsecretaria da Juventude”, explicou.

Dentre as atividades compreendidas pelo microcrédito em Mossoró e Serra do Mel, estão salão de beleza, serviços de estética, barbearia, cosméticos, perfumes, comércio de castanha, artigos esportivos, transporte de carga, oficina, loja de material de construção, produção musical, moda íntima, açougue, motorista por aplicativo, lanchonete, vestuário, assistência técnica de celular, mercadinho e fabricação de biscoitos.

O programa Microcrédito do Empreendedor Potiguar é uma ferramenta de estímulo a implantação de novos negócios e para promoção do crescimento sustentável dos empreendimentos e empreendedores do estado. Os financiamentos são direcionados a microempreendedores e pequenos empreendedores, sejam eles formais ou informais, dos mais diversos segmentos da economia potiguar.

Os prazos para pagamento variam de acordo com a atividade produtiva e a natureza física ou jurídica do contratante. Para quem paga em dia, a taxa de juros é zerada. Durante a pandemia, a AGN adotou medidas como a suspensão de cobrança de parcelas por um período de 90 dias, ampliação de carências, criação de novas linhas de crédito, novos limites de financiamento, ampliação de setores atendidos, novas opções de garantia, dentre outros.

Foto: Raiane Miranda/Assecom-RN.

Mais Posts