Equilíbrio Alimentar: Álcool e Dieta

Assim como as proteínas, carboidratos e lipídios, o álcool também fornece energia. Uma grama contém em média 7 calorias, quantidade inferior apenas as gorduras, que fornece 9 calorias por grama. Ou seja, assim como os demais nutrientes ele também se transformará em gordura se consumido em excesso.

Um dos grandes problemas do álcool é a questão do armazenamento, que diferente dos demais nutrientes, simplesmente não existe. Tudo que comemos tem um destino diferente no nosso corpo, e traz benefícios, já com o álcool o processo acontece inverso. O corpo não o armazena e todo e excesso será transformado em gordura.

E uma cervejinha? Ela não é diurética? A maior parte da composição da cerveja é de água, porém mesmo assim a mesma contém álcool suficiente para desidratar o seu organismo. O álcool irá inibir o hormônio antidiurético, dando aquela vontade toda de ir no banheiro. Com a desidratação seu corpo irá perder líquidos e assim, aumentar a concentração de toxinas.

O álcool também irá diminuir a taxa de açúcar no sangue, podendo causar hipoglicemia. Pois o organismo interpreta o álcool como carboidrato, fazendo com que assim, o pâncreas produza mais insulina. Ele também diminuirá a capacidade do nosso corpo de absorver os nutrientes, podendo levar a uma deficiência de vitaminas como B1, B2, B6, B12 e C, que são de grande importância para o aumento da massa magra, assim como a testosterona, que também terá seus níveis diminuídos com esse consumo. O álcool ainda pode estimular o seu apetite.

Se mesmo sabendo de tudo isso você não abre mão de “toma uma” com os amigos, saiba que seja qual for o seu objetivo, o consumo de álcool dificultará bastante os seus resultados, então dessa forma, consuma o mínimo possível. Faça opções saudáveis de tira-gosto. E beba bastante água!

Marina Castro – Nutricionista – CRN 21432/P

Mais Posts