EBC garante apoio à UERN para obtenção de FM Universitária

por Luziária Machado

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) vai contar com o apoio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) no projeto de colocar em funcionamento um canal de FM educativa, no município de Mossoró. A estatal vai prestar assessoria à Universidade junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), além de suporte com treinamento de pessoal e aquisição de equipamentos. Este apoio havia sido sinalizado pelo diretor-geral da EBC, Roni Baksys, ao reitor Pedro Fernandes e à vice-reitora, Fátima Raquel, em novembro do ano passado, durante agenda em Brasília, e foi confirmada nesta quarta-feira (4), ao professor Esdra Marchezan, subchefe de Gabinete da Reitoria, durante a I Reunião da Rede Nacional de Comunicação Pública, ocorrida na sede da empresa, em Brasília.

Desde 2012, a Universidade aguarda resultado definitivo de processo no MCTIC em que ganhou concorrência pública para explorar um canal de FM Educativa, em Mossoró. Em audiência realizada em novembro, que contou com a presença do deputado federal Beto Rosado (PP), a direção-geral da EBC confirmou o interesse em ter a UERN como afiliada da rede, através de uma emissora de rádio educativa, e se dispôs a auxiliar a Universidade no processo.

“Durante o encontro, que reuniu emissoras de todo o Brasil, afiliadas à rede, o diretor da EBC, Roni Baksys, nos garantiu o apoio tanto na aquisição de alguns equipamentos para estruturação do nosso estúdio, quanto com suporte de treinamento de pessoal, e atuação no Ministério para agilizar o processo necessário ao funcionamento do canal”, comentou o professor Esdra Marchezan.

Para aquisição de equipamentos necessários à estruturação de estúdio de rádio, a Universidade vai contar com o apoio do deputado federal Beto Rosado, que destinou uma emenda no valor de R$ 150 mil para a compra deste material. Outra emenda do deputado, no valor de R$ 100 mil, vai garantir que a EBC possa adquirir os transmissores necessários ao funcionamento do canal. Os recursos vão garantir também a melhoria do laboratório de rádio, utilizado pelos estudantes dos cursos de Jornalismo; Rádio, TV e Internet; e Publicidade e Propaganda do Campus Central da UERN.

“Esta é uma pauta que temos lutado bastante, que é oferecer à sociedade potiguar mais um canal de comunicação público e educativo, e uma melhor estrutura aos cursos do Departamento de Comunicação Social, e passamos a contar agora com o importante apoio da EBC. Destacamos também todo o apoio dado pelo deputado Beto Rosado, tanto com assessoria e acompanhamento, como com alocação de recursos. Temos certeza que, ao final, conseguiremos este importante serviço para a Universidade”, comentou a vice-reitora da UERN, Fátima Raquel.

O interesse da Universidade em um canal de FM educativa vai de encontro ao projeto estratégico da EBC para 2020, que é o fortalecimento e ampliação da rede de emissoras de rádio da Rede Nacional de Comunicação Pública. “Para 2020, nossa prioridade será fortalecer as emissoras que já existem e prestar todo o apoio necessário às que estão em fase de implantação”, comentou o diretor-geral da EBC, Rony Baksys.

Além do apoio à Universidade na obtenção do canal de rádio, a EBC também firmará outras parcerias com a UERN. “Acertamos parcerias relacionadas à produção conjunta de conteúdos para a TV Brasil e UERN TV, assim como a possibilidade de veiculação de trabalhos produzidos por nossos alunos tanto na TV Brasil quanto nas rádios Nacional e MEC”, comenta o professor Esdra Marchezan.

Na última avaliação do ENADE, os cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da UERN estiveram entre os mais bem avaliados do País. O desempenho do curso de Jornalismo na avaliação foi o melhor do País, entre todas as universidades públicas, e o segundo melhor entre as universidades públicas e privadas.

REDE NACIONAL

A Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP) é formada atualmente por 11 emissoras de rádio e 33 de televisão e pelos veículos públicos da EBC. Essas instituições firmaram contratos e acordos de cooperação em que se comprometem a transmitir a programação da EBC e a participarem de coberturas especiais. Em contrapartida, a EBC auxilia as emissoras em processos de outorga de canais, disponibiliza suporte técnico, capacitação e cessão de equipamentos. De acordo com a gerente de Rede de Rádios Públicas, Luciana Couto, a parceria possibilita importantes ganhos para as emissoras e para a EBC. “As emissoras podem contar com, desde a cessão de um canal, até apoio técnico-logístico. Já a EBC consegue levar sua programação às mais distantes regiões do País”, ressalta.

Em 2019, foram 430 conteúdos jornalísticos da RNCP/TV difundidos pela TV Brasil, com um total de 10.680 horas de conteúdo artístico transmitido. A média foi de 8 horas por dia de conteúdos da TV Brasil exibidos simultaneamente pela Rede, considerando os valores das Colaboradoras, Parceiras e Associadas.

Além desse significativo desempenho, a RNCP está em processo de expansão. Em julho deste ano, quatro novas emissoras de TV entrarão no ar. Até o ano de 2023, a EBC tem como objetivo chegar a cada capital brasileira com uma emissora afiliada de rádio e TV. Atualmente, a Rede está presente em todas as regiões do Brasil com rádios em 10 estados e com canais de TV em 18 estados.

A gestão da Rede Nacional de Comunicação Pública é uma das competências da Empresa Brasil de Comunicação, prevista na lei 11.652/2008, que institui princípios e objetivos do sistema de radiodifusão pública no País. Esta é a primeira vez que a EBC reúne em um único encontro emissoras de Rádio e TV para discutir desafios e estratégias de cooperação

Sobre a EBC
Criada em 2007 para fortalecer o sistema público de comunicação, a EBC é gestora dos veículos TV Brasil, Agência Brasil, Radioagência Nacional, Portal EBC, Rádio Nacional AM do Rio de Janeiro (1.130 KHz), Rádio Nacional AM de Brasília (980 KHz), Nacional FM de Brasília (96,1 MHz), Rádio MEC AM do Rio de Janeiro (800 KHz), Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99,3 MHz), Rádio Nacional da Amazônia OC (11.780 KHz e 6.180 KHz), Rádio Nacional AM do Alto Solimões (670 KHz) e Rádio Nacional FM do Alto Solimões (96.1 MHz).

Mais Posts