ALIMENTAÇÃO PRÉ E PÓS TREINO

Com a nutricionista Marina Castro - CRN 21432/P

Uma das perguntas mais comuns ouvidas no consultório, o que comer antes e após o treino é uma dúvida frequente dos pacientes e com muitos víeis. A resposta vai depender do objetivo de cada um. Como já disse aqui trilhões de vezes, seu plano alimentar é só seu. Seu pré e pós treino fazem parte dele e dessa forma, estão inseridos em todo o contexto do seu dia-a-dia. Mas algumas dicas podem ser seguidas:

ALIMENTAÇÃO PRÉ TREINO

O pré treino é uma refeição feita para fornecer energia e auxiliar no desempenho durante a atividade física. Nesse caso, é indicado o consumo de carboidratos de boa qualidade e algumas proteínas. Os carboidratos vão agir evitando o catabolismo muscular, ou seja, a perda de massa magra, e contribuir para o rendimento do atleta. Porém, não é aconselhado consumir muitas fibras, pois elas demoram mais a serem digeridas e podem atrasar o processo.

A alimentação pré treino pode acontecer entre 1h e meia até 40 minutos antes do treino, tudo dependerá do que foi consumido. Alimentos sólidos demoram mais tempo para serem digeridos, já alimentos líquidos, são digeridos de forma mais rápida. Porém, todas as refeições consumidas no seu dia influenciarão no seu desempenho. Se o treino acontece pela manhã cedinho, os alimentos consumidos na noite anterior influenciarão também! Por isso, manter as refeições em horários regulares é tão importante.

Alimentos termogênicos naturais como: gengibre, canela, cafeína e o chá verde, também são boas opções para incluir antes de um treino. Os mesmos, são de rápida absorção e ajudam a acelerar o metabolismo, queimando calorias de forma mais rápida. Porém, como tudo na vida, o excesso deve ser evitado.

  • Aposte em pães integrais, arroz integral, batata doce, salada de frutas, iogurte ou açaí acompanhados de grãos (linhaça, granola, aveia). Banana, queijo e ovos também são opções. Claro, respeitando a individualidade, horários e objetivos de cada um.

ALIMENTAÇÃO PÓS TREINO

No pós treino, cada organismo responde de forma diferente. Já ouvi relatos de pessoas com uma fome de leão. Da mesma forma, alguns simplesmente não sentem fome alguma. E tudo isso deve ser levado em consideração antes de escolher o pós treino ideal.

Nesse momento, seu organismo está carente de nutrientes, vitaminas e minerais, o que o torna uma esponja. Por isso, o cuidado com a alimentação deve ser dobrado. Tudo que for consumido, será absorvido rapidamente, pois é preciso repor o que foi perdido.

O momento é de recuperação muscular. Por isso, o ideal é apostar principalmente nas proteínas. Apesar de preferir refeições completas com carboidratos, boas fontes de gordura e se possível, algum vegetal. Mas assim como o pré treino, “n” fatores irão interferir nessa escolha, desde a hora do treino, até o local onde esse alimento será consumido.

  • Invista em carnes magras, ovos, castanhas, peixes, iogurte e abacate, essas sempre serão boas escolhas.

Um grande mito no pós treino, é achar que o uso dos suplementos proteicos são essenciais para construção e recuperação muscular. O que não é verdade! Os suplementos são indicados em casos onde a quantidade de proteína diária não está conseguindo ser atingida apenas pela alimentação. Seja por falta de tempo ou qualquer outro fator que impeça o paciente de consumir todos os nutrientes apenas através dos alimentos.

Alimentação e atividade física são duas irmãs inseparáveis. Só através das duas é possível alcançar resultados positivos e duradouros. A receita para uma vida saudável é simples: Coma bem, mastigue devagar, beba bastante água, pratique exercícios e durma, descanso também faz parte do processo. Leve isso para sua vida. O equilíbrio e bons hábitos são o verdadeiro segredo do tão sonhado, corpo perfeito!

Marina Castro – Nutricionista – CRN 21432/P

Mais Posts