Browsing Tag

LMECC

A nutricionista Regina Sousa, que é voluntária Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer está realizando uma campanha solidária para arrecadar suplementos para crianças com diagnosticadas com câncer. O câncer aumenta o consumo de energia pelo corpo, o que demanda uma necessidade energética muito maior que nem sempre é possível suprir apenas com alimento, dessa forma os suplementos podem fazer a diferença na vida dessas crianças. O mês de outubro, onde fala-se muito em prevenção aos cânceres de mama e colo do útero, traz também a observação sobre os casos de crianças que são acometidas pelas variantes da doença. O lema é: Nesse mês de outubro alimente uma vida, juntos estaremos nutrindo muitos sonhos. Doe um suplemento! . Sugestões/valores: 📍Sustevit pró ( lata 400g/44,00 a vista 39,70) 📍Nutren júnior (lata 400g/81,60 a vista 77,52) 📍Fortini (lata 400g/65,66 a vista 59,09) Os pequenos heróis precisam de nós. Os suplementos são encontrados na Vittamed, farmácia especializada, localizada próximo ao SAMU ou em frente ao Hospital Tarcísio Maia. . *DESEJA NOS AJUDAR?* 📱Entre em contato pelo whats: (84) 9 9937 9505 ou pelo instagram: @reginasousa.nutricionista Pontos de entrega: 📍Loja florenza - centro 📍Loja vittamed unid 1 -santo Antônio, proximo SAMU 📍Loja vittamed 2- em frente ao HRTM 📍Loja Lenilde sousa Aluguel de roupas, abolição IV 📍Restaurante deusa gourmet, em frente a praça do relógio, centro. *OBS* Para quem deseja ajudar, mas não tem tempo segue uma conta para transferência: Ag: 0560 Cc: 14759-5 Op: 001 Caixa Econômica Federal Maria Regina dos S. Sousa . Conta7716-x Agência 0036-1 Banco do Brasil Maria Lenilde dos Santos Sousa . Abrace essa causa e faça uma criança feliz.
A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) vai realizar no próximo dia 03 de agosto mais uma triagem gratuita para diagnosticar sinais que possam indicar a presença do câncer de mama. A ação será realizada a partir das 08h manhã, na Unidade II da LMECC, que é a Casa de Saúde Santa Luzia, localizada na Rua Melo Franco, nº 238, Santo Antônio, em frente à praça dos hospitais. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%.  “A prevenção do câncer de mama tem de ser realizada o ano todo. Não adianta deixarmos apenas para o outubro rosa, onde as atenções se voltam para a doença. Pensando nisso, a LMECC irá dar sua contribuição”, destacou Sérgio Catardo, Diretor da LMECC. Para se inscrever basta comparecer à Casa de Saúde Santa Luzia e deixar o nome completo na recepção ou fazer o agendamento através do telefone 3323-7700. É importante destacar que as pessoas interessadas devem apresentar exame de imagem realizado pelo menos nos últimos 06 meses. Durante a triagem, se o Médico Mastologista detectar algo suspeito, irá encaminhar o paciente para realização dos demais procedimentos na própria LMECC. “90% dos casos de câncer de mama em nosso país quem faz o primeiro diagnóstico é a própria paciente. Através do toque, muitas vezes a mulher percebe um nódulo endurecido na mama e que em sua grande maioria não causa dor. Esse é um dos sinais que pode indicar a presença do câncer”, explica o Mastologista da LMECC, Dr. Dennys Fowler.  Para o Brasil, estimam-se 59.700 novos casos de câncer de mama, para cada ano do biênio 2018/2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres. A triagem que a LMECC vai realizar é aberta a toda a comunidade, desde que se apresente os requisitos necessários. Além disso, é necessário levar no dia do atendimento documento de identificação e o cartão SUS.
A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) irá iniciar nos próximos dias o tratamento de câncer através da braquiterapia, que é um tipo de radioterapia interna na qual um material radioativo é colocado dentro ou próximo ao órgão a ser tratado. Para isso são utilizadas fontes radioativas específicas, pequenas e de diferentes formas por meio de guias denominadas cateteres ou sondas. “É uma espécie de robô, que transporta a fonte dele para área de tratamento, indo direto na lesão do paciente, proporcionando um tratamento mais localizado”, explica o Médico-Radioterapeuta, Dr. Jensen Fernandes. Atualmente, com o desenvolvimento dos sistemas computadorizados, as fontes radioativas entram nesses cateteres, após sua colocação no paciente, controlados por um programa de computador no qual o físico calcula a dose de tratamento prescrita pelo radioterapeuta. O equipamento que irá auxiliar nesse tratamento irá ficar no Hospital da Solidariedade (Unidade I), que é onde se concentram os atendimentos em radioterapia. “Trata-se de um equipamento caro, estávamos aguardando a fonte chegar para poder iniciar este tipo de tratamento, que com certeza irá ajudar e muito aos nossos pacientes”, destacou Sérgio Catardo, Diretor Administrativo da LMECC. A previsão é de que o tratamento em braquiterapia seja iniciado no início do mês de agosto.