Browsing Tag

lenda do vasco

O futebol não é feito apenas de jogadores "de linha". Nem da bola no pé, do chute na trave, do gol comemorado ou lamentado. Suas lendas não precisam nascer naquele pedaço de chão verde, podem estar nas arquibancadas, no apagar de refletores, em frases de efeito, em posicionamentos que mudam a rotina de um clube e se torna capa de jornal, assunto na boca do torcedor, idolatria ou repulsa. Eurico Miranda era um desses caras. Goste ou não, era uma lenda. Admita. Você talvez já ouviu ou assistiu a fala polêmica dele e repercutiu, tripudiou ou até apoiou. Já viu seu charuto aceso lá no alto da colina, em um posicionamento todo pomposo, de quem se sentia no direito de dizer que era o Vasco. E, querendo ou não, muitas vezes foi. Lendas não precisam ser aplaudidas com unanimidade, nem muito menos criam lembranças sempre positivas. Lendas podem ser, simplesmente, algo que marca. Sem nenhuma dúvida, Eurico Miranda, com todas as suas peripécias e viradas de jogo, marcou. Brindou suas vitórias com o gosto forte de um whisky, fumou seu charuto no nervosismo da derrota, gritou casaca quando sonhou em despertar o sentimento de Vasco em tempos onde muitos ignoravam a grandeza desse gigante. Goste ou não, Eurico foi e fez seus dribles como um forte dirigente, como um cara responsável por cada palavra que disse sem se arrepender. Por muito tempo, viu a amizade no que o debilitou a cada ano. O fato é que, bom ou ruim, Eurico marca seu nome entre cinzas na história do futebol brasileiro.