Browsing Tag

açúcar

O consumo de açúcar promove aparecimento de rugas e acelera o envelhecimento.  Isso mesmo! Após seu consumo, o açúcar é responsável por uma reação no corpo chamada de glicação (reação que ocorre entre a glicose e as proteínas de sustentação da pele, como o colágeno). Quando a glicação acontece, as proteínas são modificadas e isso impede que as células desempenhem seus papéis originários, causando danos às fibras elásticas e às fibras de colágeno, antecipando assim o envelhecimento da pele, originando perda de elasticidade, perda de tonicidade e abrindo precedentes para o surgimento das rugas. Para te ajuda a prevenir e tratar esse envelhecimento, a Clínica Heloísa Mota realiza a avaliação, e identifica cada disfunção que precisa ser tratada! E assim traça o seu plano personalizado de tratamento, com as melhores associações de tratamento e produtos diponíveis no mercado! Clínica Heloísa Mota Rua Prof. Manoel João, 84, Doze Anos Mossoró-RN (84) 3314-2980 @clinicaheloisamota
Existe vários tipos de açúcar. As diferenças são a matérias-primas, formas de refinamento, textura, sabor e composição nutricional. Esse é frequente no hábito alimentar brasileiro, e em excesso está associado a diversas enfermidades como obesidade, diabetes tipo 2, esteatose hepática e até mesmo câncer. Acontece muito, quando pedimos para o paciente diminuir a quantidade do açúcar sempre rola aquele: “mascavo pode?” ou “eu não uso o branco não, é aquele marronzinho”. Mas será que existe uma diferença significativa? Será que esse “marronzinho” é realmente mais saudável? Entenda a diferença aqui no nosso EQUILÍBRIO ALIMENTAR: 1 – Açúcar Refinado: é o mais utilizado na culinária e facilmente encontrado em supermercados. Como o próprio nome já diz, esse açúcar passa por um processo de refinamento químico para ficar branquinho e com sabor característico. Porém, devido a esse processo ele acaba perdendo todos os seus nutrientes, fazendo-o ser apenas “calorias vazias”. 2 – Açúcar Cristal: esse açúcar tem como característica os cristais grandes, transparentes ou levemente amarelados. Ele pula algumas etapas no processo de refinamento, mas ainda assim perde em média 90% dos seus nutrientes. 3 – Açúcar Mascavo: esse açúcar não passa pelo processo de refinamento e branqueamento, como o refinado. Ele é mais escuro e úmido, e possui sabor parecido com rapadura. Por não passar por esse processo, ele preserva seus nutrientes. 4 – Açúcar Demerara: passa por um leve processo de refinamento, mas não recebe aditivos químicos, por isso mantém sua cor. É um pouco menos úmido que o mascavo e mais doce. Ele passa por um processo de secagem e por isso é mais concentrado. Assim como o mascavo, ele mantém os seus nutrientes. 5 – Açúcar Orgânico: é cultivado sem o uso de agrotóxico, e sem compostos químicos artificiais no processo de industrialização. Possui o mesmo poder adoçante do açúcar refinado, mas é mais caro, mais grosso, mais escuro e com mais nutrientes. 6 – Açúcar de coco: adoça como o açúcar comum, mas não com menos calorias. Não passa por processo de refinamento e por isso mantém vitaminas do complexo B e minerais. E possui um menor índice glicêmico quando comparado ao açúcar refinado. 7 – Açúcar light: nada mais é do que uma mistura de açúcar refinado e adoçante artificial, como por exemplo, o aspartame, o ciclamato e a sacarina, por isso ele adoça quatro vezes mais do que açúcar comum. Quanto mais escuro o açúcar, maior a quantidade de nutrientes. Porém em termos de calorias todos são equivalentes. Seja qual for a denominação, açúcar é açúcar! E o consumo em excesso trará consequências para a sua saúde. Faça escolhas inteligentes e não exagere. Marina Castro – Nutricionista – CRN 21432/P