Quando eu procurar alguém e não encontrar ninguém… HISTÓRIA E POESIA

por Solange Santos

QUANDO EU PROCURAR ALGUÉM E NÃO ENCONTRAR NINGUÉM, BUSCAREI NA MEMÓRIA AS LEMBRANÇAS VIVIDAS, DO SORRISO CALIENTE, DO OLHAR SERENO, DAS MÃOS ENVOLVENTES.

QUANDO EU PROCURAR ALGUÉM E NÃO ENCONTRAR NINGUÉM, LEMBRAREI DAS PALAVRAS DITAS NO OUVIDO, DAS MÃOS BOBAS DE MENINO, DO CHEIRO DE HOMEM E DO CARINHO.

QUANDO EU PROCURAR ALGUÉM E NÃO ENCONTRAR NINGUÉM, SAIREI PELA CIDADE ATÉ ENCONTRAR, O DONO DOS LÁBIOS ARDENTES QUE ME BEIJOU, DO BRAÇO QUENTE QUE ME ABRAÇOU.

QUANDO EU PROCURAR ALGUÉM E NÃO ENCONTRAR NINGUÉM, SABEREI QUE VIVI O QUE SONHEI, QUE AMEI A QUEM ME ENTREGUEI, QUE REALIZEI OS DESEJOS MAIS ARDENTES DO MEU SER.

FOTO: PACÍFICO MEDEIROS

Solange Santos – Comunicóloga graduada pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN – Poetisa nas horas da vida

Mais Posts