Browsing Category

Destaque

Usuários da rede social Instagram no Brasil perceberam quarta-feira, dia 17, uma importante mudança. Entre os recursos da plataforma o número de “curtidas”, também conhecidas como “likes” que uma publicação recebe, não fica mais visível para todos os usuários. O tema foi um dos mais discutidos do dia em outra rede social, o Twitter, e esteve entre os mais buscados no Google. A mudança no Brasil está entre os testes anunciados em abril deste ano durante um evento de desenvolvedores do Facebook, empresa controladora do Instagram. A experiência faz parte de uma série de medidas que o Instagram vem anunciando nos últimos meses para combater práticas nocivas na rede, como o discurso de ódio ou o bullying na web. Tais ações são uma resposta a críticas recebidas pela plataforma de que sua arquitetura e lógica de funcionamento favoreceriam um ambiente prejudicial ao bem-estar de seus integrantes. Um estudo da Sociedade Real para a Saúde Pública, realizado em 2017, apontou o Instagram como a pior rede social para o bem-estar e a saúde mental de adolescentes. Segundo o estudo, o Instagram tem impactos importantes em adolescentes, provocando ansiedade, depressão e solidão, além de outros efeitos como na autoimagem dos jovens a partir da lógica das fotos. Felipe Neto, empresário com canais populares em redes sociais, esteve entre os que vocalizaram essa análise. Ele afirmou que a medida pode mudar a forma como a internet funciona. “O Instagram virou uma rede social tão de fomento à vaidade, ao ego que se transformou em um vírus. É um lugar muito mais negativo do que positivo. Tirar os likes vai ser interessante. Vai ser interessante tirar as disputas”, comentou em um vídeo postado em seus canais. Além dos testes retirando a visibilidade pública das curtidas, a empresa anunciou algumas outras ações voltadas a coibir essas práticas. Neste mês, em uma nota, o diretor Adam Mosseri informou a implantação de uma ferramenta que usa Inteligência Artificial para questionar o usuário sobre seu conteúdo antes de postá-lo, se o sistema considerar que este pode ser ofensivo. “Testes preliminares desse recurso mostraram que ele encoraja algumas pessoas a rever os comentários e compartilhar algo que gere menor dano, uma vez que elas tiveram a chance de refletir”, disse Mosseri no comunicado, divulgado no dia 8 de julho.
O programa Enfoque Político faz aniversário de um ano nesta quarta-feira (16) com edição especial. Foram convidados os jornalistas Carlos Santos, do Blog Carlos Santos, e Esdras Marchenzan, professor de Jornalismo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Junto com o editor deste blog, âncora do programa jornalístico, o trio vai debater política nacional, estadual e local. Lava Jato, eleições 2020 no RN e em Mossoró, avaliações de governo e muito mais. Então, anote aí: 18h45, na Super TV. Canal 14.1 da tv aberta em Mossoró, 26 da tv aberta em Pau dos Ferros, 2 da aberta em Baraúna e 173 no sistema cabo Brisanet. Também é possível assistir pela fanpage da Super TV, ao vivo: www.facebook.com/supertvhd. Perguntas já podem ser enviadas para o wpp: 9 8817-2284. CURRÍCULO Saulo Vale é formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios Rural de Caicó, Rural de Natal, O Povo (Caicó), IPAN FM (Ipanguaçu) e A Líder (João Câmara).
A jornalista Ediana Miralha é a mais nova contratada da TV Ponta Negra, emissora do Sistema Opinião em Natal (RN). Ela continuará fazendo as reportagens que a tornaram um sucesso no Rio Grande do Norte e será também a nova apresentadora do Jornal do Estado, noticiário noturno na emissora. Ediana Miralha chega à TV Ponta Negra para integrar a equipe do Patrulha da Cidade, programa campeão de audiência no horário do almoço. Em 2019, a jornalista recebeu, o título de cidadã natalense por desenvolver um trabalho com as comunidades, dando voz à população. “Aqui na TV Ponta Negra, além de fazer o jornalismo comunitário, que é uma marca da emissora, Ediana vai usar a irreverência e o humor para mostrar os personagens e histórias do nosso estado, sendo responsável pelos quadros e reportagens especiais do Patrulha”, antecipa a gerente de jornalismo, Angélica Hipólito. No Jornal do Estado, a estreia de Ediana Miralha vai marcar o início de uma nova fase do noticiário, que vai passar por uma reformulação na linguagem, ficando mais informal e ainda mais próximo das pessoas. “Ediana tem a cara da TV Ponta Negra. É criativa, ousada, sabe inovar e não tem vergonha de ser popular”, afirmou Rafael Cruz, gerente de programação da TV Ponta Negra, que anuncia a estreia da jornalista para o mês de agosto.
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou o reajuste dos planos básicos de telefonia fixa pelas concessionárias do serviço (Oi, Telefônica, Claro, Sercomtel e Algar). Os aumentos variam de 0,7% a 6,76%, a depender da empresa. A Anatel regula apenas as tarifas das chamadas concessionárias, empresas que assumiram o direito de explorar o serviço utilizando infraestrutura da União antes controlada pelo extinto Sistema Telebrás. Nesse caso, a lei impõe uma série de obrigações, entre elas a normatização das tarifas pela agência. Outras companhias podem oferecer o serviço, mas como “autorizatárias” e sem ter seus planos sujeitos a esse tipo de regras por parte do órgão. Pela decisão do Conselho Diretor da Anatel, o reajuste ficará em 6% para a Oi (ligações locais em todo o país, à exceção de São Paulo), 4,9% para a Telefônica (ligações locais no estado de São Paulo), 6% para a Claro (chamadas de longa distância), 6,7% para a Sercomtel (ligações locais em cidades do Paraná) e 0,7% para a Algar (ligações locais em nove estados, especialmente no Centro-Oeste e Sudeste). A direção da Anatel também definiu o reajuste de cartões de telefones públicos, mais conhecidos como “orelhões”. A modalidade mais simples, de 20 créditos, passará a custar R$ 2,66. Apesar da presença muito mais forte da telefonia móvel (com 228 milhões de acessos ativos em maio de 2019), de acordo com a Anatel havia no mesmo período cerca de 35,9 milhões de linhas ativas. A evolução recente, no entanto, mostra declínio do serviço: em maio de 2018, eram 38,8 milhões de telefones fixos em funcionamento.
Jornalistas de todo o Brasil ganharam um tempo extra para participar da edição 2019 do Prêmio Estácio de Jornalismo. As reportagens veiculadas no país entre 3 de julho de 2018 e 6 de julho de 2019, que tenham o Ensino Superior como tema central, poderão ser enviadas até o dia 24 de julho de 2019. Cada concorrente poderá inscrever até 5 (cinco) reportagens. A premiação irá distribuir R$ 125 mil para as melhores matérias do ano produzidas sobre o tema. As reportagens poderão ser inscritas por meio do site oficial do prêmio. Além de cadastrar as informações sobre as reportagens, é possível fazer o upload dos arquivos das matérias pela plataforma de inscrição online. O processo é seguro e rápido. Em quase uma década de existência, o programa registrou a participação de mais de mil jornalistas e profissionais de imprensa, que inscreveram mais de duas mil reportagens veiculadas em 26 estados e no Distrito Federal. Foram mais de 200 premiados, entre concorrentes individuais e equipes. Muito mais do que números, as matérias de cada edição sinalizam tendências, histórias e assuntos que precisam ser discutidos e expostos ao público. Um ponto forte da premiação é a formação da comissão julgadora, que confere credibilidade e comprometimento com a análise das reportagens inscritas. Além da participação dos professores do curso de Jornalismo da Estácio, já passaram pela banca nomes expressivos como: Gilberto Dimenstein, Heródoto Barbeiro, Augusto Nunes, Ricardo Boechat, Arnaldo Niskier, Roberto Muggiati, Cristiane Correa, Vera Íris Paternostro, Ilona Becskeházy, Paulo Nassar, Domingos Meirelles, Antonio Gois, Cristina Tardáguila, Eduardo Ribeiro, entre outros. Os finalistas terão seus nomes divulgados em setembro e o anúncio dos vencedores será feito durante solenidade, em lugar e data a serem divulgados oportunamente.
Ainda colhendo os frutos da visita realizada pela delegação chinesa ao Rio Grande do Norte, o estado terá seus atrativos turísticos exibidos em um programa de TV na maior rede de televisão da República Popular da China, a China Central Television (CCTV), hoje, 12, às 10h da manhã no Brasil, 21h em Pequim, capital do país. O programa, que apresenta o melhor do turismo do Brasil, será transmitido ao vivo da Praia de Ponta Negra, em Natal, e terá inserções de matérias já gravadas no estado. Na manhã da quinta-feira, 11, o grupo de jornalistas chineses percorreu as praias urbanas de Natal e realizou um passeio de buggy pelo Litoral Norte. Já no turno da tarde, desbravaram o Litoral Sul, experimentaram frutas típicas na Feirinha de Pium, se encantaram com o Maior Cajueiro do Mundo, em Pirangi do Norte, e ainda tiveram a oportunidade de conhecer a praia de Ponta Negra e o Parque das Dunas. O jornalista Liao Junhua ressaltou que esse é apenas o primeiro contato de promoção do RN com a CCTV. “Esse é o primeiro passo para uma coordenação entre nós. A partir desse programa, vamos ajudar a divulgar o turismo e a cultura do Brasil para outros chineses que moram não só na China, mas na América Latina, para que esse público venha conhecer o turismo do Rio Grande do Norte, que é um turismo fantástico”, disse. De acordo com a China Outbound Tourism Research Institute (COTRI), 162 milhões de turistas Chineses viajaram pelo mundo em 2018. Destes, 56 mil visitaram o Brasil. Para a secretária estadual de Turismo, Aninha Costa, esses números devem ser vistos como oportunidades. “A China possui a maior população do mundo e o turista chinês é o que mais percorre o planeta, segundo a Organização Mundial do Turismo. Esses dois fatos aliados conferem ao mercado chinês grandes chances de prospecção de turistas para o Brasil e devemos trabalhar para inserir o RN na rota desses viajantes”. Os jornalistas chineses ficaram impressionados com a hospitalidade e com o potencial das atrações visitadas e se comprometeram a voltar ao estado em outro momento para realizar mais ações de promoção. “Ficamos muito felizes em estreitar laços com a equipe da CCTV e saber que existe o interesse de voltar ao RN e conhecer outros atrativos turísticos localizados no interior do estado”, relatou a gerente de promoção internacional, Nayara Santana.A gravação para a CCTV em Natal foi articulada pela subsecretária de turismo do estado, Solange Portela, pela gerente de promoção internacional, Nayara Santana, e pela gerente de comunicação e marketing, Larissa Cavalcante. Para realizar a ação, a Secretaria de Turismo do RN e a Empresa de Promoção Turística (Emprotur) contaram com a parceria do Sindicato dos Bugueiros Profissionais do RN (SindiBuggy), do Restaurante Miramar e do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (IDEMA).
O Google admitiu esta semana que analistas contratados pela empresa escutam 0,2% das conversas entre os usuários e o “Assistant”, o assistente virtual da empresa. Frequentemente, empresas que oferecem esse tipo de serviço, como Amazon, Samsung e Apple, além do próprio Google, garantem que os diálogos entre os usuários e seus assistentes virtuais são privados, sendo analisados exclusivamente por sistemas de inteligência artificial. No entanto, a admissão do Google joga luz sobre uma prática que as empresas evitam divulgar, embora seja conhecido dentro da indústria que, em menor ou maior medida, isto é algo habitual. A revelação foi feita pelo responsável de produtos de buscas do Google, David Monsees, que escreveu uma postagem no blog oficial da empresa como resposta a uma matéria divulgada ontem pela emissora belga “VRT NWS”, que disse ter conseguido acesso a cerca de mil gravações de indivíduos anônimos que usaram o assistente virtual. Os áudios foram enviados à emissora belga por um dos analistas contratados pelo Google no país para analisar o material. A função dele, segundo a “VRT NWS”, era “compreender as particularidades e os sotaques de cada idioma em específico”. No texto, Monsees admite que a empresa conta com um “especialistas no mundo todo”, cuja função é “ouvir e transcrever uma pequena parte dos diálogos para nos ajudar a compreender melhor esses idiomas”. Os áudios escutados, segundo o Google, representam apenas 0,2% do total registrado pelos sistemas. A companhia ainda garante que os fragmentos não são associados às contas dos usuários e que pede que seus funcionários não transcrevam sons ou diálogos paralelos registrados pelo sistema no momento da interação com a assistente. No entanto, a emissora belga foi capaz de identificar endereços e outras informações sensíveis nos áudios, o que permitiu que os jornalistas entrassem em contato com as pessoas cuja voz havia sido gravada. Os usuários confirmaram que as gravações eram deles. “Um casal de Waasmunster reconheceu imediatamente a voz de seu filho”, exemplificou a “VRT NWS” na matéria em que denunciou a violação da privacidade. O Google ainda afirmou que o assistente virtual só envia gravações após detectar que o usuário utilizou um comando específico para ativá-lo, como o “Hey Google”. Além disso, a empresa assegura que o sistema dispõe de várias ferramentas para evitar “ativações falsas”. Apesar disso, a “VRT NWS” publicou 153 conversas nas quais ninguém deu a ordem de ativação para o assistente virtual, que interpretou equivocadamente que os usuários haviam dado o comando para que houvesse interação entre eles. Entre outras coisas, a emissora belga afirmou ter ouvido nas gravações diálogos entre pais e filhos, ligações profissionais, discussões e até sons de pessoas fazendo sexo.
O cyberbullying certamente é uma prática das mais nocivas dentro da internet. Com o crescimento do Instagram e sua popularização, sobretudo entre os mais jovens, foi necessário que a rede social controlada pelo Facebook tomasse algumas medidas a fim de evitar mais casos de bullying e tornar seu ambiente o mais saudável possível. Como parte desse esforço, o Instagram anunciou nesta segunda-feira (8) duas ferramentas para dar às pessoas que são alvo de bullying a possibilidade de se defenderem. "Podemos fazer mais para evitar que o bullying aconteça no Instagram, assim como podemos fazer mais para dar às pessoas que são alvo de bullying a possibilidade de se defenderem", disse Adam Mosseri, diretor do Instagram, em comunicado. Alerta de comentário Evidente que as relações pessoais muitas vezes dão certas liberdades, principalmente entre pessoas muito próximas. Um comentário que muitas vezes possa ser nocivo aos olhos de todos, pode não passar de uma brincadeira ou uma "piada interna". Mas sabemos que os "haters" estão à solta, causando na internet e praticando bullying de maneira frenética. Já ativo há alguns dias, o alerta de comentário utiliza inteligência artificial para notificar pessoas quando o comentário delas pode ser considerado ofensivo, mesmo antes que ele seja publicado. Essa intervenção dá às pessoas a chance de refletir e desfazer seus comentários, além de impedir que o destinatário receba uma notificação com o comentário nocivo. Os primeiros testes com esse recurso revelaram que isso incentiva algumas pessoas a desfazerem os comentários e a compartilharem algo menos ofensivo, depois de terem a chance de refletir. Restringir O recurso Restringir, por sua vez, é uma nova maneira de proteger o usuário contra interações indesejadas e permite que as pessoas controlem a própria experiência no Instagram, sem notificar alguém que possa estar cometendo bullying. Quando o usuário restringe uma pessoa que acredita que esteja praticando bullying, os comentários deste infrator só ficarão visíveis para ele mesmo. As pessoas restritas não podem ver quando o usuário está ativo no Instagram ou quando leu as mensagens diretas delas. Fonte: Portal Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/redes-sociais/instagram-lanca-ferramentas-para-combater-o-bullying-na-rede-social-143647/
Uma das maiores referências do telejornalismo do Rio Grande do Norte, Margot Ferreira, está na sua antiga casa a TV Tropical. Ela deixa a bancada do Jornal do Dia e a TV Ponta Negra para rechear a vida profissional com muitos programas, de rádio inclusive. A partir de segunda-feira, dia 15, das 9h30 às 11h30, na CBN Natal, com a Rede Tropical de Notícias, Margot estará ao lado de Franklin Machado e Cassiano Arruda Câmara. Estreará o programa "Amigos do Pelo" na TV Tropical, no próximo dia 20 e já anuncia também o retorno do Cores e Nomes onde ela entrevista grandes e fortes nomes da música popular brasileira e regional. Margot Ferreira, que foi da InterTV até 2015 e já comandou um jornal com uma hora de duração na Tropical FM, sai da apresentação do Jornal do Dia, da TV Ponta Negra (SBT), que ficará com a apresentação de Georgia Nery. Ela tá que tá! E diz em sua conta no Instagram que as mudanças são necessárias na vida e recomenda. Sucesso, Margot! Nem sei por onde começar. Só sei que desde que completei 45 anos minha vida não parou de mudar. É como se realmente um primeiro tempo tivesse terminado e o segundo tempo começasse para dizer a que veio. As mudanças na vida profissional e pessoal foram tão radicais que nem eu sei como ainda estou de pé. Mas o sangue cigano que corre nas minhas veias fez de mim uma pessoa que não tem medo de recomeços. Muito pelo contrário! Gosto do gosto do desconhecido e nele me abasteço de mais vida. A TV Ponta Negra foi minha casa e meu refúgio nos últimos 4 anos. Me resgatou de um momento ruim e me ensinou que recomeçar é possível, bom e pode surpreender. E foram muitas as comemorações vitoriosas no IBOPE. Foram muitas as risadas na sala do café depois das reuniões de pauta e muitos bolos e tapiocas no estúdio. Chorar de rir todos os dias com o Patrulha no ar era o nosso remédio mais doce para esquecer os problemas que muitas vezes a gente deixava em casa. Sem nenhuma demagogia, a TV Ponta Negra foi a minha segunda casa nesses últimos 4 anos. E os meus colegas, a minha segunda família. Sou só gratidão a Daniel Cabral, Angélica Hipólito e Rafael Cruz por todas as chances. Isso sem falar de toda a equipe do JD, tão aguerrida sob a batuta de Márcia Melo. Hoje me despedi de todos e parto agora rumo ao ponto inicial. À mesma casa que me acolheu em 1990 quando eu nem sabia direito quem eu era, quiçá a profissão que eu deveria seguir. A Tropical foi minha escola há 30 anos. E Hoje, 30 anos depois, estou de volta ao começo de tudo, com gosto de novidade e com o mesmo tesão da menina de 20 anos recém-chegada do RJ. Agora é partir para o abraço e agradecer ao ontem e ao hoje. Eles são parte de mim e eu sou parte deles. Recomeçar é bom e é preciso. Recomecem sempre. Recomendo!"
O podcast quinzenal da UERN, UERNCAST, debate, em sua oitava edição, uma série de temas relacionados à busca por uma alimentação saudável, ressaltando os cuidados necessários e as atitudes que podem tornar mais fácil essa iniciativa. Entre as questões abordadas pelo jornalista João Moura e a radialista Aline Linhares, estão o uso das dietas restritivas, as possibilidades de se mudar os hábitos alimentares mesmo sem impactar no orçamento familiar e os riscos ligados aos mitos e estratégias de marketing que envolvem essa temática. O episódio conta com a participação da nutricionista Suzanne Salvador, da Residência Multiprofissional em Atenção Básica em Saúde da Família e Comunidade da UERN. É possível ouvir e fazer o download do episódio na página do UERNCAST e também no Spotify, bastando pesquisar por “UERNCAST“.