Browsing Category

Destaque

Em mais uma atitude para combater a desinformação e as correntes, o WhatsApp está começando a alertar usuários quando mensagens forem compartilhadas mais do que cinco vezes. A mudança vale tanto para usuários individuais quanto para grupos e começou a ser testada em março, tornando-se, agora, parte integrante da plataforma. A novidade está aparecendo aos usuários aos poucos e deve estar disponível de forma global ao longo das próximas semanas. No comunicado oficial, a empresa não falou em fake news ou motivos que levaram à alteração, confirmando apenas que a etiqueta que já indica quando uma mensagem é encaminhada também passará a incluir um aviso quando ela for compartilhada mais do que cinco vezes. O total, em si, não será exibido, enquanto, para os leitores, uma seta dupla indicará o encaminhamento para mais do que cinco pessoas. O usuário que estiver compartilhando o texto verá uma indicação de que aquela comunicação já foi repassada adiante muitas vezes. Assim, o WhatsApp acredita que os usuários terão mais clareza na hora de passar mensagens adiante e entenderão que o remetente dos textos não é exatamente o autor. Ao falar sobre o assunto, o mensageiro citou apenas as correntes, outra forma reconhecida de spam e muito usada para tentativas de golpes ou fraudes utilizando a plataforma. A novidade também vem para se unir a outra, aplicada no começo deste ano, que limitou o encaminhamento de mensagens para apenas cinco contatos por vez. Mais uma vez, a medida é voltada para coibir a disseminação de fake news e correntes, dificultando o disparo em massa de textos, uma tática usada principalmente para manipulação política. O aplicativo foi alvo de críticas em relação a isso no Brasil, após a última eleição presidencial, mas foi a situação na Índia que o levou a tomar atitudes mais contundentes contra a disseminação em massa de mensagens. No país, boatos compartilhados pelo mensageiro levaram a uma onda de perseguições e linchamentos baseados em fake news, que apontavam inocentes como feiticeiros ou responsáveis pelo sequestro de crianças. Foi justamente esse o motivo que levou a Índia a ser um dos primeiros países a receber a notificação de encaminhamento e, agora, também a indicação de que uma mensagem foi compartilhada diversas vezes. Vale a pena lembrar que a nação também é um dos maiores mercados globais do WhatsApp e onde autoridades entraram em pé de guerra com o app por conta de sua criptografia de ponta a ponta, que estaria entrando no caminho de investigações sobre os crimes.
Emissora mantida pela Fundação Padre Anchieta abre inscrições para recrutar novos profissionais. Com edital, TV Cultura quer formar banco de talentos. Serginho Groisman, Maria Júlia Coutinho e Cassio Scapin. Com menção a alguns profissionais que ajudou a revelar, a TV Cultura anunciou nesta semana seu projeto que visa “caçar” futuros nomes. Desde o mês de julho, a emissora pública mantida pela Fundação Padre Anchieta tornou público edital para formar um verdadeiro banco de talentos. O trabalho serve para projetos já no ar e os que podem ganhar vez na grade de programação. Interessados têm até 17 de setembro para se inscreverem. O edital de chamamento público da TV Cultura prevê que o banco de talentos ajude a recrutar gente para os departamentos de jornalismo, esportes, programas educativos, infantis e infanto-juvenis. O lançamento do projeto em meio à nova gestão. Nesta semana, José Roberto Maluf completou um mês à frente da Fundação Padre Anchieta, entidade sem fins lucrativos e que é vinculada ao governo estadual de São Paulo. Segundo o executivo e demais da emissora, a estratégia é “possibilitar uma prospecção ampla, diversa e inclusiva de profissionais de diferentes áreas”. Quem pode participar? Destacando que o banco de talentos vai respeitar “as questões étnico-raciais, as identidades e expressões de gêneros e as orientações sexuais”, a equipe da TV Cultura pontua que o edital é voltado a brasileiros natos ou naturalizados, de 18 a 40 anos. É preciso, ainda, ser graduado ou estar cursando graduação em artes ciências, jornalismo, cinema, rádio & TV e comunicação social (ou faculdades correlatas que tenham foco em questões culturais). Quem não tiver formação superior também podem participar, desde que tenham certificados de realização de cursos livres em nichos como locução, teatro, dança, circo, interpretação e expressão corporal. Como fazer parte da seleção? A inscrição para fazer parte do banco de talentos da TV Cultura ocorre exclusivamente pela internet. É necessário preencher formulário disponibilizado no site oficial da emissora, podendo incluir links para vídeos (com no máximo um minuto de duração cada). Para o momento de se inscrever, os responsáveis pelo edital informam da importância de se atentar ao limite de caracteres aceitos em cada campo. Eventuais dúvidas sobre o projeto podem ser tiradas por meio do e-mail bancodetalentos@tvcultura.com.br. Uma vez devidamente inscrito, o profissional pode ser chamado “a qualquer momento para a realização de testes para mais de uma área”.
Os brasileiros podem enviar comentários e sugestões sobre regras para a expansão da chamada Internet das Coisas no país por meio da consulta pública, divulgada no Diário Oficial da União pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que estará aberta pelos próximos 45 dias. As manifestações enviadas por meio eletrônico ou por carta serão examinadas pela agência e ficarão públicas no site da Biblioteca da agência. No mesmo endereço é possível consultar a proposta original do governo para a regulamentação dessas tecnologias. As contribuições e sugestões, fundamentadas e identificadas, devem ser encaminhadas, preferencialmente, por meio do formulário eletrônico do Sistema Interativo de Acompanhamento de Consulta Pública (SACP). Também é possível enviar carta, fax ou correspondência eletrônica. Nestes últimos casos, o texto deve ser encaminhado à Superintendência de Planejamento e Regulamentação da agência reguladora, destacando CONSULTA PÚBLICA Nº 39, DE 2 DE AGOSTO DE 2019, endereçado ao Setor de Autarquias Sul - SAUS - Quadra 6, Bloco F, Térreo - Biblioteca, CEP: 70070-940 - Brasília/DF. Para e-mail, as manifestações devem ser encaminhadas para biblioteca@anatel.gov.br o que é a Internet das Coisas? Simplificando, este conceito se resume na conexão de qualquer dispositivo capaz de interagir com o mundo ao seu redor e/ou entre si. Isso inclui tudo: celulares, cafeteiras, máquinas de lavar roupa, fones de ouvido, lâmpadas e quase qualquer outra coisa que possamos imaginar. Nessa lista de dispositivos, podemos incluir também componentes de máquinas e veículos, por exemplo, um motor a jato de um avião, a broca de uma plataforma de petróleo ou a esteira de uma linha de produção. Analistas do Gartner afirmam que, até 2020, haverá mais de 26 bilhões de dispositivos conectados. Para que isso se torne realidade, será necessário centenas de bilhões de conexões sem fio acontecendo simultaneamente. Ou seja, a IoT é uma rede gigante de "coisas", pessoas e animais conectados. Nela, as interações serão entre pessoas - pessoas, pessoas - coisas e coisas - coisas.
Sucesso em grandes séries e filmes da atualidade, os dragões em tamanhos gigantes estão em exibição no Partage Shopping Mossoró. O centro de compras desvenda os mistérios destas grandes criaturas com a “Exposição Internacional – Dragões”. Até 1º de setembro, o público poderá vivenciar uma experiência inédita com a mostra internacional e gratuita, que permanecerá na praça de eventos com visitação durante todo o horário de funcionamento. De olho nesta febre, o Shopping também receberá a réplica do trono de ferro da série Game of Thrones, muito aguardado pelos fãs, que ficará aberto para fotos e interação com o público. Os visitantes poderão ver de perto dragões robotizados. O maior deles chega a medir cinco metros de altura e oito de comprimento. Os robôs emitem sons, contam com movimentos da cauda e membros sendo que alguns soltam fumaça pela boca. Personagens famosos nos livros, filmes e seriados de TV, os dragões despertam a curiosidade de adultos e crianças. “Investimos constantemente em atrações de entretenimento voltadas para toda a família. Esta exposição, além de ser mundialmente conhecida, costuma gerar encantamento e desperta a curiosidade de crianças e adultos”, conta Julio Macedo, diretor de Gestão e Marketing da Partage Shopping. Os dragões figuram na mitologia dos mais diversos povos e civilizações, assumindo funções e simbologias diferentes, através de culturas que os definem como fontes sobrenaturais de sabedoria e força, outras simplesmente como feras destruidoras. Por isso, a exposição também é adequada para visitas de escolas da região. 
A Rádio Universitária FM (88,9), vinculada à Superintendência de Comunicação (Comunica), da UFRN, iniciou na quinta-feira, 1º de agosto, as inscrições para a 9ª edição do Festival Música Potiguar Brasileira (FMPB). As inscrições podem ser feitas até o dia 1º de setembro, exclusivamente online, no endereço eletrônico: www.sigeventos.ufrn.br/fmpb2019. Do total de inscritos, serão selecionadas 20 músicas ­finalistas pela Comissão Julgadora, sendo 10 da categoria Música com Letra e 10 da categoria Música Instrumental. A Rádio Universitária 88,9 vai veicular durante um mês as vinte músicas selecionadas pela Comissão Julgadora, período em que estará aberta a votação para a escolha do vencedor da categoria Júri Popular. A votação vai acontecer através da página do Facebook da emissora (www.facebook.com/fmuniversitarianatal), onde serão postadas as músicas finalistas. A música ­cujo post obtiver o maior número de compartilhamentos será a vencedora. A Cerimônia de Premiação do Festival vai acontecer no dia 7 de novembro, no Auditório Onofre Lopes da Escola de Música da UFRN. O FMPB busca revelar, divulgar e premiar compositores com obras musicais inéditas, abrindo espaço na programação da Universitária para novas composições, envolvendo assim os compositores, instrumentistas e arranjadores, valorizando a produção e a diversidade da música do Rio Grande do Norte. O Festival Desde seu início, em 2011, o FMPB abre espaço, na programação da Rádio Universitária FM para cantores, compositores, instrumentistas e arranjadores, valorizando a produção autoral e a diversidade da música potiguar. A proposta é revelar, divulgar e premiar compositores com obras musicais inéditas, abrindo espaço na programação da Universitária para novas composições. De acordo com a organização do evento, o festival vem se consolidando a cada ano e o seu sucesso pode ser constatado pelo crescente número de inscritos a cada edição. Na primeira, foram 69. Na última, em 2017, foram 192 inscritos. Em 2018, 163 composições inscritas. Nos nove anos de existência, o Festival já recebeu mais de mil inscrições.
A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) vai realizar no próximo dia 03 de agosto mais uma triagem gratuita para diagnosticar sinais que possam indicar a presença do câncer de mama. A ação será realizada a partir das 08h manhã, na Unidade II da LMECC, que é a Casa de Saúde Santa Luzia, localizada na Rua Melo Franco, nº 238, Santo Antônio, em frente à praça dos hospitais. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%.  “A prevenção do câncer de mama tem de ser realizada o ano todo. Não adianta deixarmos apenas para o outubro rosa, onde as atenções se voltam para a doença. Pensando nisso, a LMECC irá dar sua contribuição”, destacou Sérgio Catardo, Diretor da LMECC. Para se inscrever basta comparecer à Casa de Saúde Santa Luzia e deixar o nome completo na recepção ou fazer o agendamento através do telefone 3323-7700. É importante destacar que as pessoas interessadas devem apresentar exame de imagem realizado pelo menos nos últimos 06 meses. Durante a triagem, se o Médico Mastologista detectar algo suspeito, irá encaminhar o paciente para realização dos demais procedimentos na própria LMECC. “90% dos casos de câncer de mama em nosso país quem faz o primeiro diagnóstico é a própria paciente. Através do toque, muitas vezes a mulher percebe um nódulo endurecido na mama e que em sua grande maioria não causa dor. Esse é um dos sinais que pode indicar a presença do câncer”, explica o Mastologista da LMECC, Dr. Dennys Fowler.  Para o Brasil, estimam-se 59.700 novos casos de câncer de mama, para cada ano do biênio 2018/2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres. A triagem que a LMECC vai realizar é aberta a toda a comunidade, desde que se apresente os requisitos necessários. Além disso, é necessário levar no dia do atendimento documento de identificação e o cartão SUS.
O egresso de Comunicação Social, Felipe Cafrê, que foi um dos selecionados para a imersão de 5 dias no Globo LAB Profissão Repórter, no mês de maio, e forma dupla com Milena Andrade da Rocha, da Universidade Federal do Piauí, terá seu trabalho exibido na edição de hoje, 31/07, do Profissão Repórter - especial Globo LAB. Durante a imersão, as duplas reeditaram trabalhos com a mentoria do jornalista Caco Barcellos e equipe e realizaram a produção de reportagens mostrando a vida de músicos brasileiros que vivem da música. Os vídeos também serão publicados na página do Profissão Repórter na internet. Além das 10 reportagens selecionadas para a imersão, outras 14 receberam menção honrosa e também serão publicadas nas redes do Profissão Repórter. Parabéns, Felipe! Vamos assistir!
A jornalista Lídia Pace, apresentadora do RN 2ª edição, da InterTV Cabugi, irá apresentar o Jornal Nacional por um dia, em uma iniciativa da TV Globo que comemora os 50 anos do programa jornalístico de maior audiência do país. A comunicação da escolha - feita por sorteio - foi feita por e-mail de William Bonner, editor-chefe do JN.  “Apresentar o jornal de maior audiência do país será ao mesmo tempo o maior sonho realizado e a maior responsabilidade na minha carreira como jornalista. Feliz demais com a notícia! Espero poder representar bem meu Estado e meus colegas de profissão”, comentou.  Lídia tem 19 anos de formada e o mesmo tempo de atuação em TV comercial. Está na InterTV há 13 anos, 12 como apresentadora. Formada pela UFRN, foi editora da Rádio universitária, apresentadora e repórter de rede da TV Ponta Negra; editora e apresentadora da TV Assembleia e além de apresentadora, é atualmente editora e repórter de rede da Intertv. Rodízio entre os estados A Globo anunciou nesta quarta-feira os nomes dos apresentadores de telejornais locais que vão comandar a bancada do "Jornal Nacional", em rodízio, aos sábados, a partir de 31 de agosto.  William Bonner comunicou os nomes escolhidos e explicou a razão de ter adotado o sorteio como critério da seleção: "Em nome da justiça na escolha de nomes para representar os Estados de cada afiliada, essa mesma qualidade nos impediu de aplicar qualquer critério justo de seleção que não fosse o velho e bom sorteio", escreveu. Na seleção, deu Lídia Pace como representante do RN na bancada jornalística de maior prestígio da história do jornalismo brasileiro.
Jovem, talentoso, dedicado, jornalista sempre envolvido com o audiovisual que agora tem um grande e bom desafio: estar supervisor de Comunicação na Vírus Comunicação. Fernando Nícolas, carinhosamente mais conhecido como Fefo, recebeu a notícia oficial essa semana e daqui desejamos muito sucesso e sabedoria nessa nova empreitada. 
O jornalista e escritor, José de Paiva Rebouças, assume a direção da Agência de Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. A convite do professor Faustino Pereira, com propósito de colaborar no processo de integração da Comunicação, otimizar processos e melhorar as mídias. Paiva já apresentou o novo Boletim Especial, mais leve e multimídia. A proposta é tornar as publicações da instituição cada vez mais completas e interativas para que a comunicação científica seja tão comum quando as notícias do cotidiano. Os novos trabalhos também vão envolver a transmidialidade e as multiplataformas usando as redes já existentes na UFRN como a TV Universitária - TVU - e a FM Universitária. Em um de suas redes sociais Paiva afirma: "Temos um longo caminho pela frente em nome da boa comunicação e em favor da UFRN e da Educação brasileira". Saiba um pouco mais sobre José de Paiva pelo https://josedepaivareboucas.blogspot.com/ Sucesso!