Desde 2013, quando o prédio Rana Plaza, em Bangladesh, desmoronou ferindo e matando mais de mil mulheres que lá trabalhavam em condições muito precárias, o 24 de abril é, para a Marcha Mundial das Mulheres, o dia internacional de enfrentamento à ofensiva do capitalismo sobre os corpos e vidas das mulheres. No Brasil, neste ano de 2017, diante dos retrocessos em direitos trabalhistas e previdenciários impostos pelo governo golpista de Michel Temer, o 24 de abril é dia de ir às ruas para dizer: #NãoÀReformaTrabalhista #AposentadoriaFica #TemerSai #MulheresRumoÀGreveGeral. O 24 de abril deste ano reúne, aqui no Brasil, um esforço ainda maior de diálogo sobre a conjuntura de ameaça constante da dignidade da classe trabalhadora, especialmente das mulheres que, se aprovada a reforma da previdência, pec 287, pagarão um preço muito alto desde o aumento da idade para se aposentar, como maiores dificuldades para ter acesso à previdência social. Neste esforço, diversas ações serão realizadas em todo o Brasil. E no Rio Grande do Norte, a agenda está repleta de muita intervenção e diálogo das mulheres com a população. Em Upanema, Caraúbas, Grossos e Apodi haverá panfletagem e roda de conversa sobre a Reforma da Previdência em escolas e postos de saúde de diversos assentamentos e comunidades rurais. Em Tibau, além da panfletagem na RN 013, Km 07, a participação no programa de rádio da cidade. Em Currais Novos, colagem de lambes e conversa na feira. Na capital, Natal, as mulheres farão batucada e debates no IFRN e na UFRN e panfletagem no shopping Midway. Já em Mossoró, as militantes farão uma rádio praça com intervenções e panfletagem, na praça do Mercado Central. Além das panfletagens e debates, a proposta dos comitês da MMM do RN é de ocupar principalmente as rádios para falar das reformas e fazer o chamamento para a greve geral que ocorrerá em todo o Brasil nesta sexta 28. Fonte: Blog Carol Ribeiro.
Morreu na tarde do sábado, 22 de abril,  em Fortaleza, o ex-reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), médico, empresário, comunicador Milton Marques de Medeiros. Ele lutava há alguns meses contra uma infecção bacteriana no pulmão e acabou não resistindo. Milton foi médico psiquiatra, empresário do ramo salineiro e fundou o Sistema Oeste de Comunicação que inclui a TCM, 95 FM e rádios no restante do interior do Estado. Na UERN ele foi reitor entre 2005 e 2013. Foi durante a gestão dele que a UERN realizou o maior concurso público de sua história, em 2010. De perfil conciliador, em sua primeira gestão, colaborou junto ao Governo do Estado para garantir o maior reajuste salarial registrado para os servidores da UERN. Milton entrou para a UERN como professor da Faculdade de Direito (FAD), onde lecionou disciplinas como Medicina Legal e Fundamentos da Psicologia. Antes de ser reitor, Milton ajudou a fundar a Faculdade de Ciências da Saúde (FACS), sendo seu primeiro diretor. Em seus discursos sempre defendeu a Universidade: “A UERN para o RN é uma palavra de estímulo à cultura, ao conhecimento, pesquisa e ciência, porque ela fala com o povo diretamente, no seu próprio interior”. Aqui o nosso registro de carinho a este apaixonado pela comunicação. Descanse em paz.
A Uern TV traz novidades para sua programação. Em breve estreia o 'Pelo Mundo', programa com dicas de intercâmbio, história de países como Dublin, Londres, Paris. Conteúdo com história, geografia, cultura e curiosidades sob o olhar de uma pessoa mossoroense e que tem muito para nos contar. Alguns programas já foram gravados e a data de estreia será divulgada logo logo.
Na próxima quinta-feira, 20 de abril, será realizado no Auditório de Música, Campus Central da UERN, o Seminário Ecofeminismo, Agroecologia e organização das mulheres rurais. Organizado por várias instituições, entre elas a UERN, o evento ocorrerá a partir das 8h, reunindo estudiosas, estudiosos e militantes para debater as experiências construídas pelas mulheres, fazendo interface com as teorias do ecofeminismo e agroecologia. ➡ Veja: FOLDER
Amamentar exige muito de nós, não é fácil, mas é a melhor coisa que você pode fazer pelo seu filho (a) e também pela sua saúde. Alimentar outro ser humano através de você, do seu corpo é divino. Mas assim como todo ser humano, aquele pequeno ser tem suas vontades, cismas, desejos... Sei que estamos falando de um recém-nascido (a), porém é um ser humano como nós. Acontecerá uma hora ou outra daquela posição não dar certo na hora de mamar, do peito doer, do sono tomar de conta de você, do choro aparentemente sem motivo chegar, do peito doer, e aí...paciência e amor, receita número 1. Por mais difícil que pareça, ou até mesmo que seja difícil, tente! Uma, duas, três, 1000 vezes, tente! A saúde do seu filho (a) não tem preço. Vê-lo (a) crescer com saúde e inteligência também não. O leite materno é, comprovadamente, a melhor comida que você pode dar para seu filho, lembrando que sua alimentação deve ser equilibrada e cheia de nutrientes para você e seu filho (a). Se seu parto foi normal ou cesárea, não importa, amamente o tempo que seu filho precisar ou quiser. Qualquer dúvida, consulte o (a) pediatra e seu coração. Amamentar é um ato de amor e como a maioria desses atos é difícil, mas não tem algo mais compensador. Amamente!
O site Aline Linhares está no ar há 12 anos. Começou com o domínio da UOL, no endereço www.textosecolunas.zip.net. A motivação inicial era entrar no mundo on line, mas com os acontecimentos e pessoas que trabalham na Comunicação local foram ganhando destaque. Isso foi em 2005. Eu já era estudante de Comunicação Social, da primeira turma da UERN. De lá pra cá, o endereço foi atualizado algumas vezes até chegar no domínio .COM.BR que possui hoje. O conteúdo mudou também. Hoje o Aline Linhares é uma revista de variedades, com conteúdo para todos os gostos. Uma das características deste espaço é a sua atualização de conteúdo. Também destacamos as informações que geram conhecimento, notícias que informam, dicas que conseguimos por em prática e interação com você, webleitor. Para este novo momento do site, uma nova parceria com o web designer Argolante Lopes, que realiza também o suporte e manutenção do espaço. Já a fotografia tem assinatura do fotógrafo profissional Pacífico Medeiros e você junto solicitando, sugerindo e acessando conteúdo em nosso site. E vem mais novidades por aí!
Nesta quarta-feira (19), às 18h, os trabalhadores dos Correios no Rio Grande do Norte se reúnem para aprovar indicativo de greve por tempo indeterminado. A votação vai ocorrer em assembleias simultâneas, em Natal, Mossoró e Caicó, respectivamente, na sede do Sintect-RN, na subsede do Sintect-RN e na subsede dos Bancários. Já no dia 26 de abril, a categoria ecetista potiguar se une ao calendário nacional e realiza nova rodada de assembleias para deliberar sobre o início da greve, prevista para começar às 0h do dia 27, em todo país. Ataques Entre as motivações para a luta, estão as cobranças no Plano de Saúde, as demissões motivadas, o cancelamento das férias e o fechamento de agências – serão 250 unidades encerrando as atividade e destas, oito no RN. Mais recentemente, também houve a ameaça de privatização, feita em declarações do ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab. Dois pesos, duas medidas Os trabalhadores questionam a diferenciação de tratamento do Governo Federal ao cogitar privatizar o patrimônio público enquanto, ao mesmo tempo, pretende destinar um montante e R$ 40 bilhões para empresas privadas de telefonia. O presidente do Sintect-RN, Shampoo Zen, lembra ainda que a Empresa não pode ser observada estritamente pela ótica mercadológica, dada a importância do serviço prestado. "Alegam prejuízos, porém, o fim maior não é gerar lucro, mas, sim, garantir o direito de cada brasileiro de receber e enviar suas correspondências", afirma. "Sob o viés meramente econômico, os menores e mais distantes municípios poderiam vir a ser desassistidos", conclui. Assembleias Natal: Sede do Sintect-RN - Rua José Freire de Souza, Nº 1, Lagoa Nova. Mossoró: Subsede do Sintect-RN - Rua Marechal Deodoro, 329, Paredões. Caicó: Subsede dos Bancários - Rua Professor Coutinho, 34, Centro.
O filme “Era Uma Vez Lalo”, estreia neste sábado (22), às 13h, no Multicine Cinemas, localizado no Partage Shopping Mossoró. A obra é uma realização da cineasta mossoroense Wigna Ribeiro, com produção totalmente independente.  A obra foi produzida em parceria com atores e companhias teatrais convidadas, e traz para o público um olhar lúdico sobre o universo circense. Além da estreia, haverá uma sessão extra no domingo, 23, também às 13h, no Multicine Cinemas.   Os ingressos possuem valor único de 12 reais, e a venda é antecipada no local da exposição do filme, na sala especial próximo ao Magazine Luíza. Por isso, além de conhecer a história de “Era Uma Vez Lalo”, o público terá acesso ao cenário, ao figurino e às fotos da produção. A mostra estará aberta das 16h às 22h, até a próxima quinta-feira (20/04). As senhas antecipadas também podem ser adquiridas na Chilli Beans do Partage Shopping Mossoró.
A vacina da gripe pode reduzir as mortes de crianças pequenas em até 65%, e a temporada de imunização já começou: a partir desta segunda-feira (17), pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha poderão se vacinar gratuitamente nos postos de saúde de todo o país. Saiba quem deve tomar. Este ano é a disponibilidade para os PROFESSORES DA REDE PÚBLICA E PRIVADA em qualquer idade, que antes precisavam se proteger através da rede de saúde privada. Também devem ser vacinados os IDOSOS COM MAIS DE 60 ANOS, crianças pequenas (ENTRE SEIS MESES E CINCO ANOS), GESTANTES, MULHERES ATÉ 45 DIAS APÓS O PARTO E TRABALHADORES DA ÁREA DA SAÚDE. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão, também podem se vacinar, desde que haja prescrição médica. Só não é necessário a prescrição médica para pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS (SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE), que deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina. A CAMPANHA VAI ATÉ O DIA 26 DE MAIO, com uma mobilização nacional prevista para o dia 13 de maio, e a expectativa do Ministério da saúde é usar pelo menos 54,2 milhões de doses, que representa 90% dos elegíveis a imunização gratuita. A VACINA A vacina oferecida na rede pública protege contra três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com a determinação da ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). São eles as variações do VÍRUS A (H1N1), A (H3N2) E GRIPE B. Ela é contraindicada em pessoas que tenham alergia a ovo de galinha e seus derivados, ou quem já teve reação alérgica grave a doses anteriores. Quem tomou no último ano não está dispensado, já que ela precisa ser renovada por conta das variações dos subtipos do vírus anualmente.