O Parque da Criança retoma atividades agora sob a direção da empresa Master Produções e Eventos. O espaço foi totalmente repaginado, voltando a ser um ícone da Av. Rio Branco, trazendo uma perspectiva de lazer, com novos brinquedos instalados, tudo isso para que o parque se estabeleça como uma das importantes atrações infantis da região Oeste do Estado. Pensando não somente em receber as crianças, mas toda a família. A parceria público-privada entre a Master e a Prefeitura de Mossoró, possibilita que o espaço tenha um planejamento previsto até o final de 2019, segundo a diretora Liane Dantas, “muito está por vir, será o início de um novo momento”, prevendo ações como colônia de férias, espaço de realidade virtual, novos brinquedos, oficinas e cursos diversos. A entrada do Parque da Criança custa R$ 2 para o público geral, revertido à constante manutenção, segurança e recreadores qualificados no espaço. Semanalmente o parque receberá gratuitamente, através da secretaria de educação, alunos da rede pública para momentos de recreação lúdicos.
O podcast quinzenal da UERN, UERNCAST, lançou nesta semana sua sexta edição, a qual aborda o papel fundamental da Sociologia e da Filosofia no nosso cotidiano. O episódio teve como convidados a professora Lidiane Cunha, do Departamento de Ciências Sociais da UERN, e o professor Marcos Von Zuben, do Departamento de Filosofia. Durante o programa, foi debatida a relevância dessas duas áreas não apenas para o ensino das ciências humanas, mas também para a prática das demais áreas do conhecimento e para as nossas relações sociais. Também foram discutidas as razões para ataques recentes direcionados à Sociologia e à Filosofia e quais as possíveis consequências de um enfraquecimento desses dois campos. O episódio está disponível no portal da UERN e também no Spotify. Para ouvir, basta pesquisar por “” no aplicativo.
O Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem/RN) – Regional Mossoró realizou doação de cerca de 120 kg de produtos para o Lar da Criança Pobre de Mossoró. Entre os produtos doados estão: gesso, cal, rejunte e ração animal. Os itens haviam sido coletados em fiscalização e analisados no Laboratório do Setor de Pré-medidos do órgão e foram entregues pela subcoordenadora operacional do IPEM/RN – Regional Mossoró, Samilla Alves Freitas, que informou que as entidades que desejarem receber doações, devem se inscrever junto ao órgão. Para se inscrever os representantes legais das entidades devem comparecer a regional Mossoró do instituto para realizar o cadastro, localizada na Rua Deuzanira Deuza de Lima, 25 - Alto de São Manoel. No caso de entidades de assistência social é necessário: ofício ao dirigente do órgão solicitando o cadastro, cópia do CNPJ, registro no Conselho de Assistência Social (municipal, estadual ou federal), declaração de que a entidade apresenta-se em dia com a entrega do relatório de atividades, comprovante de endereço, relatório de visita à entidade de assistência social recomendando o cadastro, cópia do estatuto da entidade, cópia de publicação da lei que reconheça a entidade como instituição pública, ata de eleição da última diretoria, as três últimas autenticadas. Para entidades governamentais: ofício ao dirigente do órgão solicitando o cadastro e cópia do CNPJ.
O jornalista Maricélio Almeida assume um novo desafio profissional: a apresentação e reportagem do Grande Jornal, um dos mais tradicionais programas jornalísticos da radiofonia mossoroense, há décadas no ar pela Rádio Rural. Em sua página no Facebook, Maricélio agradeceu a oportunidade: "Agradeço à direção da emissora, em nome do Padre Ricardo Rubens, pelo convite e confiança, e ao meu amigo Saulo Vale pelo apoio de sempre. De minha parte, vocês podem esperar o melhor que eu posso oferecer. Conto com a audiência de todos vocês, de segunda a sábado, às 6h15". A emissora de rádio amplia sua cobertura jornalística e O Grande Jornal começa agora mais cedo, a partir das 6h15 da manhã, com mais notícias, informações, participações e entrevistas. Você ouve pela sintonia 990 kHz /AM ou pelo  Site - www.ruraldemossoro.com.br
O Pingo da Mei'Dia já é uma das festas mais animadas do período junino e, desde o ano passado, ficou ainda mais fervido com o Pingo Weekend! Com o desejo de esticar mais ainda a folia que é o Pingo, o hotel Villa Oeste  criar uma série de festas para animar os turistas e mossoroenses. E a resposta do público não poderia ter sido melhor! Fotos: cedidas
Superando as limitações, preconceitos e tantas outras dificuldades de se fazer arte no Brasil, o cinema nordestino vem mostrando o seu valor e conquistando o mundo com a qualidade de suas produções. Prova disso é o filme Pacarrete, que fará sua estreia internacional no “Shanghai International Film Festival” (SIFF), um dos maiores festivais de cinema do mundo. Em sua 30ª edição, o festival asiático recebeu 3.964 filmes inscritos, de 112 países. “Pacarrete” compõe a mostra competitiva oficial que conta com 15 longas de ficção de todo o mundo e concorrem ao grande prêmio do festival, o Golden Goblet Awards. O evento será realizado entre os dias 15 e 24 de junho. O filme é composto por profissionais nordestinos, entre eles o egresso do curso de Comunicação Social – habilitação Rádio e TV, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), André Araújo. O jovem cearense assina o roteiro do longa-metragem, que conta a história de Maria Araújo Lima, uma icônica moradora de Russas (CE), que gostava de ser chamada de Pacarrete. “Ela é minha tia-avó. Assim como Pacarrete, eu também sou cearense de Russas. Cresci ouvindo histórias sobre ela, sobre o seu jeito afetado e afrontoso, muitas vezes incompreendido”, relata Araújo. “Pacarrete” é uma jornada pela mente de sua protagonista e “estabelece um diálogo entre o presente e o passado, a realidade e a utopia. O tom biográfico é atravessado pelo universo fantasioso da personagem que mescla instantes de lucidez e loucura”, conta. A premiada atriz paraibana Marcélia Cartaxo dá vida a Pacarrete. O elenco principal conta com as atrizes paraibanas Zezita Matos (“Onde Nascem os Fortes”) e Soia Lira (“Tatuagem”), o ator baiano João Miguel (“3%”), os cearenses Débora Ingrid (“A História da Eternidade”), Samya de Lavor (“O último Trago”), Edneia Tutti e Rodger Rogério (Bacurau), além da participação de atores e atrizes da própria cidade. O filme é dirigido por Allan Deberton. Também fazem parte da equipe de roteiro Samuel Brasileiro, Natalia Maia e o próprio diretor do longa-metragem. André Araújo lembra que sua história com o audiovisual teve início na faculdade. “Eu entrei na UERN em 2012, foi quando passei a me interessar pelo audiovisual e comecei a produzir de forma amadora pequenos vídeos”, relata. Desde então, o jovem assina importantes produções. “Fizemos em 2017 a adaptação para o teatro ‘A hora da estrela’, de Clarice Lispector. Ano passado, dividimos a direção do especial de natal para a TV Globo “Baião de Dois”, que o roteiro também é meu”, diz. O convite para André Araújo trabalhar no projeto surgiu ano passado quando Allan Deberton ganhou o edital Longa BO Ficção e ainda estava em fase de desenvolvimento do roteiro. Para ele, ver o filme Pacarrete estrear internacionalmente é motivo de grande orgulho. “Ver nosso filme em Xangai, em um grande festival, é mais do que uma realização pessoal ou profissional, é uma resposta a ofensiva que estamos vivendo, com cortes na educação, com a extinção do Ministério da Cultura, suspensão de editais público de fomento ao audiovisual. E isso nos inspira a continuar produzindo e a contar histórias, como a de Pacarrete, uma mulher que teve a ambição de viver da sua arte até os últimos dias de sua vida”, declara. Pacarrete é um longa-metragem de ficção, inspirado na história de vida da bailarina Pacarrete. O filme foi gravado na cidade de Russas-CE e aborda questões como a loucura, a permanência do sonho e o drama da velhice de uma bailarina clássica, registrada como Maria Araújo Lima – mas autobatizada como Pacarrete, margarida em francês, como gostava de ser chamada e até hoje é lembrada por todos na cidade. Nascida e criada em Russas, alimentou desde criança o sonho de ser artista e viver a vida na ponta da sapatilha, mesmo sendo de uma cidade conservadora onde mulher nasceu para casar e ter filhos. Mas é em Fortaleza que ela consegue estar no centro dos palcos como bailarina clássica e se tornar professora de ballet. Com a aposentadoria, a russana retorna a sua cidade natal, onde pretende dar continuidade ao seu trabalho artístico, mas só se depara com desrespeito à sua arte. Pacarrete continua respirando ballet e traduzindo sua vida em sequências de pliés e demi-pliés, à guisa de ribalta, nas calçadas e praças da cidadezinha. Em vez de plateias de admiradores e aplausos, ela se defronta com a troça e o despeito daqueles que cruzam seu caminho. A bailarina de outrora, que acredita ainda ser, transformou-se, no imaginário popular, na “Louca da cidade”.
Os pesquisadores da universidade canadense British Columbia descobriram que os humanos ingerem entre 39 mil e 52 mil partículas de microplástico por ano, dependendo da idade e do sexo. Se for levada em conta a inalação devido à poluição do ar, esse número sobe para entre 74 mil e 121 mil – o equivalente a mais de 320 partículas por dia. . Aqueles que bebem apenas água engarrafada podem chegar a ingerir 90 mil partículas adicionais por ano em comparação com as 4 mil de quem consome somente água de torneira, acrescentou o estudo publicado na revista especializada Environmental Science and Technology. . O microplástico é o material sintético mais onipresente do planeta. . Os efeitos da ingestão e respiração destas partículas são ainda desconhecidos, segundo o estudo, mas alguns pedaços são os suficientemente pequenos para entrar nos tecidos humanos onde podem desencadear respostas autoimunes ou liberar substâncias tóxicas. . E você, tá contribuindo pra esse problema ou fazendo parte da solução? *https://www.instagram.com/menos1lixo/ https://linktr.ee/menos1lixo
No próximo dia 14 de junho a OAB Subseção de Mossoró realizará mais uma edição do São João Solidário e neste ano, a instituição escolhida para acolher a festa e as doações é o Instituto Amantino Câmara. Será uma tarde cheia de animação e comidas típicas para levar alegria aos idosos do Amantino Câmara, com a presença das comissões temáticas da OAB Em Ação, Advocacia Iniciante, Eventos e de Apoio à Criança, ao Adolescente e ao Idoso. Na ocasião será feita a doação das fraldas geriátricas adquiridas com a venda dos adesivos da campanha Amigo do Idoso, realizada pela OAB Em Ação. Os advogados e advogadas ainda podem colaborar com a doação de, no mínimo, um pacote de fraldas geriátricas e que podem ser entregues na sede da OAB Mossoró ou entrando em contato com a secretaria através do telefone 3317-3302 para as comissões buscarem no local desejado. Vamos festejar o período junino em grande companhia, com alegria e muita solidariedade!
Pela 1ª vez em Mossoró, o IEL/RN realizará a Oficina "Formação de Youtuber". O crescimento do YouTube faz com que ele se torne uma das melhores e mais completas plataformas para novos empreendedores, que a exemplo dos famosos youtubers, buscam o sucesso a partir do alcance de seus vídeos. A Oficina Youtubers tem o objetivo de ensinar um método que irá potencializar seus resultados, orientando você desde o começo, como na escolha do assunto que irá falar, e durante todo o processo de produção dos vídeos, até quando quiser anunciar utilizando o próprio YouTube. Facilitador: Everton Lima Data: 14/06/2019 Horário: 08h às 12h Investimento: R$ 120,00 (15% de desconto para colaboradores da Indústria, à vista ou grupos a partir de 3 pessoas) Formas de pagamento: À vista, transferência bancária ou em até 2x no cartão sem juros. Inscrição e mais informações: (84) 9 8797-6697
O uso excessivo do smartphone pelos filhos é uma preocupação constante para os pais, mas o contrário também é verdadeiro. Envolvidos em e-mails de trabalho, leitura de notícias, redes sociais ou apenas trocando mensagens no WhatsApp , muitos pais passam tempo considerável com os olhos vidrados nos celulares. E isso é uma reclamação de quatro em cada dez adolescentes que participaram de um estudo divulgado nesta quarta-feira pela ONG americana Common Sense Media. A pesquisa foi realizada com 500 famílias, entre fevereiro e março deste ano, com entrevistas on-line e por telefone. Os resultados mostram que 68% dos pais acham que os filhos passam muito tempo usando seus smartphones, mas no sentido inverso o percentual também é alto, 39% dos adolescentes acham que os pais extrapolam no uso da tecnologia. E os próprios adultos reconhecem o fato: 45% dos pais entrevistados dizem se sentir viciados em smartphones. Entre os adolescentes, o percentual é de 39%. Em estudo semelhante de 2016, os índices eram de 27% e 50%, respectivamente. E o estudo alerta que “a maioria das crianças (56%) com pais que se sentem viciados também se sentem viciadas, criando lares onde toda a família tem mais chances de ter esse sentimento”. — Isso é interessante e inesperado — afirmou Michael Robb, líder da pesquisa, em entrevista ao “New York Times”, explicando que esse movimento pode ser explicado pelos alertas dados pela imprensa sobre o uso excessivo de celulares, que impactam as preocupações dos pais. Na outra ponta, acontece uma normalização do uso, fazendo com que os adolescentes se preocupem menos com o uso dos dispositivos móveis. Interferência no sono Para o pesquisador, a maior preocupação está em como adultos e adolescentes permitem que os smartphones interfiram no sono. Um em cada três adolescentes (36%) reconheceram acordar durante a noite para checar notificações nos aparelhos. Entre os pais, o percentual é de 26%. E 62% dos pais dormem com o celular ao alcance das mãos, índice de 39% entre os filhos. — Isso é importante porque sabemos que um sono saudável está associado com uma série de consequências positivas — afirmou Robb. Para 28% dos pais entrevistados, o uso de smparthones pelos filhos prejudica o relacionamento em casa, enquanto apenas 9% dos adolescentes pensam que suas relações com os pais foram afetadas pela tecnologia. Contudo, entre os filhos que consideram os pais viciados, o percentual sobe para 20%. E entre os pais que acham os filhos viciados, 40% consideram o relacionamento deteriorado. — A tecnologia é interativa e sedutora para qualquer um, crianças, jovens e adultos. Estar ligado à tecnologia é ruim? Não — afirmou a psicóloga Luciana Nunes, do Instituto Psicoinfo. — Fica ruim quando causa desgaste nas relações afetivas. Choque de gerações É certo que pais e filhos passam cada vez mais tempo com seus smartphones nas mãos, seja por questões profissionais ou sociais. Luciana destaca que adultos e adolescentes fazem uso diferente da tecnologia, mas essa percepção por parte dos filhos que os pais estão dependentes dos dispositivos móveis pode estar relacionada com o choque geracional. Segundo a especialista, na primeira infância os pais são a principal referência dos filhos, mas isso muda na pré-adolescência, quando os grupos de amigos passam a ter mais influência. Ao menos, era dessa forma que acontecia em gerações passadas. — O que a gente esperava dos pré-adolescentes, da criação de vínculos de amizade e a busca de independência, não está acontecendo. A gente está criando uma geração que está se desenvolvendo emocionalmente de forma mais lenta — afirma a psicóloga. — E isso causa um choque de expectativas. Os pais, que não são nativos digitais, esperam que os filhos adolescentes já saiam sozinhos com amigos, tenham uma certa autonomia, e não percebem que os filhos ainda demandam atenção. Fonte: O Globo